Banca, Seguros, Governo, Saúde e entidades reguladoras deparam-se com ameaças internas e externas nas áreas da fraude, branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo. 

Ameaça

Ameaças cada vez mais sofisticadas e provenientes de indivíduos e/ou organizações criminosas com impacto na sua organização em termos de:

  • Perda de receita, desperdício e abuso
  • Alteração e manipulação de dados e informação
  • Imagem externa e interna
  • Confiança e prestígio
  • Não conformidades com entidades reguladoras nacionais e/ou instituições  internacionais

Resposta

Para responder a estas questões, com impacto na actividade, é necessário sistemas analíticos avançados que permitem:

  • Prevenir e combater a fraude
  • Monitorar processos e informação de forma a detectar e antecipar movimentos suspeitos no branqueamento de capitais
  • Avaliar e analisar o fluxo de capitais para garantir a transparência
  • Detectar ataques, roubos e manipulação de informação
  • Produzir relatórios para as entidades reguladoras
  • Garantir a integridade da informação do Estado

Este é o momento

No dia 7 de Novembro partilhe e oiça a experiência de especialistas angolanos e internacionais no combate à fraude, ao branqueamento de capitais e ao financiamento do terrorismo.

Registe-se já