"prevê-se que cada instituição de crédito crie um Plano de Acção para o Risco de Incumprimento (PARI), fixando, (...) procedimentos e medidas de acompanhamento da execução dos contratos de crédito que, possibilitem a detecção precoce de indícios de risco de incumprimento e o acompanhamento dos consumidores que comuniquem dificuldades no cumprimento das obrigações (...), por outro lado, promovam a adopção célere de medidas susceptíveis de prevenir o incumprimento.
Adicionalmente, define-se um Procedimento Extrajudicial de Regularização de Situações de Incumprimento (PERSI), no âmbito do qual as instituições de crédito devem aferir da natureza pontual ou duradoura do incumprimento registado, avaliar a capacidade financeira do consumidor e, sempre que tal seja viável, apresentar propostas de regularização adequadas à situação financeira, objectivos e necessidades do consumidor. "

in Decreto-Lei n.º 227/2012 

O SAS pode ajudar:


• Aplicação de regras de detecção;

• Desenvolvimento de modelos analíticos para a classificação dos clientes com base no risco de incumprimento

• Integração da informação do comportamento do cliente nos outros produtos no banco e nas outras instituições (fontes externas)

• Relatórios de acompanhamento da evolução das carteiras e criação da alarmistica

• Monitorização dos factores que indiciam possíveis dificuldades financeiras;

• Automatização do preenchimento dos 15 relatórios regulamentares;

• Automatização do preenchimento das comunicações aos clientes personalizadas mediante perfil de risco para cada fase do PERSI.

 

(Clique na imagem para aumentar) Clique na imagem para ver maior