Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa Adopta SAS Visual Analytics Para Conseguir Uma Rápida, Fiável e Eficiente Visualização e Exploração de Dados

O Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa (CHPL), estabelecimento que garante à população adulta o acesso a cuidados especializados de psiquiatria e de saúde mental, apostou na solução SAS Visual Analytics com o intuito de poder visualizar e explorar os dados, de forma simples e segmentada, o que trará claros benefícios não só para a saúde mental mas também a nível interno para tratamento de doentes. Agregação e qualidade de dados, informação mais fiável, possibilidade de cruzamento de informação e capacidade de fazer previsões são algumas das mais-valias que a ferramenta do SAS trouxe ao funcionamento diário do CHPL que conta atualmente com uma equipa de 95 médicos, excluindo os internos.

Luís Salavisa
A saúde é extremamente rica em informação, no entanto essa informação não estava de todo estruturada. Neste momento, com a implementação da ferramenta SAS, conseguimos uma agregação dos dados, o que é extremamente importante para o nosso trabalho, quer a nível interno quer externo.

Luís Salavisa
Director de IT do CHPL

Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa

O Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa (CHPL), resultante da integração das estruturas dos Hospitais Miguel Bombarda e Júlio de Matos, tem por missão garantir à população adulta, da sua área de influência direta e indireta, o acesso a cuidados especializados de psiquiatria e de saúde mental, em tempo oportuno, prestados por equipas multidisciplinares qualificadas.

Visando garantir com sustentabilidade as respostas que os cidadãos adultos portadores de doença mental necessitam em todo o seu ciclo de doença, o CHPL é integrado por várias unidades, dando execução às orientações de política de saúde mental a nível nacional e regional, aos planos estratégicos e decisões superiormente aprovadas.

Com muitas décadas de existência e prestação de cuidados a um infindável número de cidadãos, acabam por ser muitos os dados reunidos não só sobre o historial de cada doente, mas também sobre programas específicos levados a cabo pelo CHPL, desenvolvimento de redes de serviços locais e de programas de reabilitação e outras iniciativas de desenvolvimento pessoal e profissional, investigação, etc., tudo isto devido à dimensão da sua área de influência. Como tal, e perante essa quantidade de dados, há que não desperdiçá-los e saber transformar toda essa informação em conhecimento útil e valioso.

Desta forma, o CHPL optou pela implementação do SAS Visual Analytics, uma solução que alia analítica, reporting e visualização, com o intuito de conseguir analisar a informação reunida e diariamente produzida sobre os mais variados aspetos da sua atividade interna e externa.

O CHPL tem de reportar determinados dados da sua atividade ao Ministério da Saúde sendo que o SAS Visual Analytics facilita em muito essa tarefa devido à sua capacidade de trabalhar qualquer dado, ao cruzamento de dados que efetua, análise e criação de respetivos relatórios. Por outro lado, a nível interno, há que fazer um report não só referente à parte clínica mas também à parte de produção, e aqui estamos a falar do número de doentes, número e caracterização de internamentos, número de consultas, tempo médio de cada uma, custos, desmarcação de consultas, entre muitos outros aspetos. E a esta informação o Conselho de Administração do CHPL tem agora acesso, graças à ferramenta do SAS.

“Temos uma lotação de 400 camas mas também outro tipo de internamentos e há que fazer a gestão de tudo isto. Estamos a falar de cerca de 870 000 utentes. É muita informação armazenada, como tal possibilitar à Administração a capacidade de visualizar, de forma eficiente e rápida, todos estes dados era de facto essencial.” explica o Eng. Luís Salavisa, Director de IT do CHPL.

Outro aspeto importante é o facto do SAS Visual Analytics permitir fazer previsões, o que é útil e vantajoso para a saúde mental e, uma vez mais, para o funcionamento interno do próprio CHPL “Neste momento conseguimos ter uma previsão do que vamos fazer em consultas até 2020. Sendo que, até ao final deste ano, pretendemos ter todo um conjunto de indicadores definidos.” adianta aquele responsável.

Na verdade, atualmente a solução SAS permite a visualização e exploração de determinados dados, no entanto há ainda muito por explorar. Os reports internos abrangem tanto a parte de produção como a parte clínica e esta última diz respeito não só aos médicos como também aos enfermeiros. E o objetivo é, de forma benéfica e produtiva para ambas as partes, cada um vir a poder aceder à informação que lhe seja mais adequada. A ideia no fundo é conseguir-se uma ferramenta - de interface simples, acessível e intuitivo - centrada no doente, que agregue todo o seu historial e que seja possível a cada um dos profissionais de saúde o acesso à sua área específica, salvaguardando sempre a política de privacidade de dados do paciente, uma vez que os dados proveem de bases de dados diferentes. Tudo isto de forma a facilitar a atividade das equipas que trabalham no CHPL e em prol da saúde e bem-estar de cada paciente.

“Quanto aos benefícios apontaria, antes de mais, a qualidade de dados… aliás quando esta ferramenta chegou num universo de 100% retirámos 33% de dados úteis e hoje estamos a 50%. Para além disso, realço a agregação de dados, o cruzamento que é possível fazer da informação, a sua fiabilidade e poder-se aceder a tudo isto de forma rápida e eficiente”. conclui o Eng. Luís Salavisa.

Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa

Desafio

Capacidade de visualização e exploração dos dados, de forma rápida e acessível, tendo em conta a quantidade de informação armazenada e os diferentes indicadores e variáveis.

Solução

SAS Visual Analytics

Benefícios para o Negócio

  • Capacidade de visualização, análise e exploração de informação
  • Qualidade de dados
  • Agregação de dados
  • Informação fiável
  • Maior produtividade

The results illustrated in this article are specific to the particular situations, business models, data input, and computing environments described herein. Each SAS customer’s experience is unique based on business and technical variables and all statements must be considered non-typical. Actual savings, results, and performance characteristics will vary depending on individual customer configurations and conditions. SAS does not guarantee or represent that every customer will achieve similar results. The only warranties for SAS products and services are those that are set forth in the express warranty statements in the written agreement for such products and services. Nothing herein should be construed as constituting an additional warranty. Customers have shared their successes with SAS as part of an agreed-upon contractual exchange or project success summarization following a successful implementation of SAS software. Brand and product names are trademarks of their respective companies.

Back to Top