Notícias / Press Releases

SAS São Paulo
Praça João Duran Alonso, 34 - 11o. Andar - Brooklin
04571-070 - São Paulo - SP
Fone: (11) 4501-5300

Press Release

Versão para impressão Versão para impressão

Últimas Notícias

 

O "humor" digital de um país pode prever crises e picos de desemprego

SAS e ONU analisaram as mídias sociais a procura de indícios de falta de emprego 

São Paulo  (01 de Jul. 2012)  – O SAS, líder de mercado em soluções e serviços de inteligência analítica, e a Global Pulso, iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU), identificaram que é possível antecipar picos de desemprego ao analisar o sentimento dos internautas nas redes sociais, possibilitando, desta forma, reportar aos órgãos competentes os prováveis efeitos de uma crise. O estudo analisou, por meio das soluções SAS® Social Media Analytics e SAS Text Miner, as informações provenientes de meio milhão de blogs, fóruns e sites de notícias nos últimos dois anos, buscando assuntos relacionados ao desemprego nos EUA e na Irlanda e como as pessoas estavam lidando com isso.

O SAS comparou o "humor" e volume de comentários virtuais com as estatísticas oficiais de desemprego para verificar se pequenos aumentos nesses valores indicavam futuros picos de desemprego. Cada sentimento ou referência na internet recebeu uma "pontuação de humor" com base no tom da mensagem.

Ao final, as análises revelaram que algumas repercussões online sobre assuntos do cotidiano social podem, de fato, prever o aumento ou diminuição nos índices de desemprego, oferecendo valiosas informações para políticos que tentam mitigar os efeitos negativos da falta de trabalho. Por exemplo, burburinhos nas mídias sociais sobre cancelamento de férias, redução com gastos com saúde, despejo ou perda do direito de resgatar uma hipoteca indicam alguns dos efeitos da crise na economia.

Nos EUA, picos de comentários hostis ou depressivos indicaram, quatro meses antes, um aumento de desemprego. Surtos de ansiedade durante conversas sobre emprego na Irlanda demostraram a escassez de emprego no país cinco meses depois. Já o aumento de posts classificados com o sentimento "confuso" precedeu uma crise de desemprego em três meses, enquanto conversas classificadas como "confiante" mostraram a diminuição da taxa dois meses depois.

"O setor privado já avaliza esta nova fonte de informação em tempo real para compreender seus clientes e, grande parte dos dados em mídias sociais, contém significados relevantes para o desenvolvimento de um país", falou Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, durante a Assembleia Geral da ONU realizada em novembro.

"As mídias sociais e os conteúdos da internet são como cartas ou telefonemas, mas elas são digitais, públicas e em grande escala. Este tesouro inexplorado pode fornecer respostas em tempo real sobre como melhorar a segurança pública, as relações com os cidadãos e apoiar investigações sociológicas importantes", afirma I-sah Hsieh, gerente global de desenvolvimento internacional do SAS. "Mas é necessário contar com uma tecnologia que consiga lidar com enormes quantidades de dados e realizar análises preditivas, com base em textos brutos, que indiquem sinais e sentimentos ocultos nas mensagens".

Sobre o SAS

O SAS é o líder de mercado em soluções de inteligência analítica e serviços e o maior fornecedor independente no mercado de Business Intelligence. Com aplicações de negócios inovadoras, suportadas por uma plataforma de inteligência corporativa, o SAS ajuda clientes, em mais de 55 mil sites, a melhorar seu desempenho e oferecer valor por meio de decisões mais precisas e rápidas. Desde 1976, o SAS oferece THE POWER TO KNOW® (O Poder do Conhecimento) a seus clientes. www.sas.com/br.

Instalada no Brasil desde 1996, a empresa conta hoje com 180 clientes e escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Com 150 colaboradores, o SAS atua em setores como finanças, telecomunicações, varejo, energia, governo, manufatura e educação. The Power to Know® .

Mais notícias…

Copyright © SAS Institute Inc. All Rights Reserved.

Contatos Editoriais: