Casos de Sucesso
 

ESEGUR Reduz Custos das Telecomunicações em 13% Com SAS® Business Intelligence

As telecomunicações são um dos meios auxiliares mais preciosos das empresas de segurança e também um dos mais onerosos. A ESEGUR, uma das maiores empresas de segurança privada em Portugal, consciente desta realidade escolheu a solução SAS® Business Intelligence para ter um conhecimento detalhado da utilização dos serviços de telecomunicações e da oferta das diferentes operadoras. O objectivo era racionalizar os custos e consolidar as infra-estruturas de comunicações. Com esta solução de apoio à decisão, a ESEGUR reduziu, em apenas 6 meses, os custos com as comunicações em 13%.

A ESEGUR traçou como objectivo prioritário a redução da factura com as comunicações. Recorreu à solução SAS® Business Intelligence porque para tomar decisões correctas sobre a racionalização destes custos precisava de conhecer em detalhe os gastos e os padrões de utilização das comunicações por departamentos, delegações e valor do cliente.
Até à implementação do SAS® Business Intelligence a alocação dos custos de comunicações por departamento baseava-se em percentagens que não obedeciam a um critério objectivo. Por outro lado, a imputação mensal dos custos não era dinâmica, uma vez que não associava os custos a um head count nem ao valor do negócio.

Solução do SAS Dá a Conhecer Custos Escondidos das Comunicações
Para conhecer os custos reais de cada utilizador e a rentabilidade do cliente, era prioritário uniformizar as facturas das operadoras, que chegavam em diversos formatos, para integrá-las de forma automática com os registos da central telefónica. O objectivo era saber qual a rede de telecomunicações mais utilizada, o consumo de plafonds e de minutos, o que só era possível com um software que cruzasse a informação e medisse o desempenho da empresa ao nível dos custos e rentabilidade.

Como refere o Director do Gabinete de Sistemas de Informação da ESEGUR, Renato Vale, “a integração dos registos era fundamental, para podermos apurar o número de origem das chamadas telefónicas e desta forma identificarmos a rede móvel que estava a ser utilizada”. Com o SAS® Business Intelligence, “a informação da central telefónica que inclui a identificação do número de origem das chamadas por utilizador e por departamento passou a estar integrada com a informação das facturas”.

A capacidade da solução SAS® Business Intelligence de integrar esta informação e de identificar e atribuir automaticamente as chamadas a um centro de custo ou a um cliente foi uma das mais-valias que levou a ESEGUR a adoptar este software de modelação dos processos de negócio para determinar os custos, a rentabilidade e os drivers de negócio.

Para Renato Vale, “o match da informação é um processo complexo pela dinâmica da actividade da ESEGUR e a solução SAS® Business Intelligence é a única que consegue definir padrões e estabelecer a correspondência entre a informação registada na central telefónica e a das facturas das operadoras”, o que é fundamental para identificar os custos escondidos de cada cliente.

Se tivermos 30 chamadas a começar à mesma hora, o que é normal tendo em conta as sete delegações espalhadas pelo país, só com a solução SAS® Business Intelligence é que sabemos qual a operadora que suportou a chamada e a que utilizador deve ser imputado o custo dessa chamada”, explica este responsável.

Sem a solução do SAS não era possível ter acesso a esta informação com rigor porque a quantificação do tempo de duração da chamada não é igual nas duas fontes de informação, uma vez que a central telefónica começa a contabilizar assim que se marca o número e as operadoras só quando se efectiva a chamada.

ESEGUR Reduz em 6 Meses 13% dos Custos de Comunicações

Com a solução SAS® Business Intelligence, a ESEGUR passou a ter uma visão global das comunicações e começou a tomar decisões fundamentadas de racionalização de custos. Conseguiu comparar a oferta de preços e condições das diferentes operadoras e implementar um plano de tarifários adequado à realidade da empresa, beneficiando de economias de escala.

“Isto foi possível porque todos os gastos passaram a estar visíveis, o que nos permitiu, em apenas 6 meses, reduzir em 13% os custos de comunicações”
, diz o Director do Gabinete de Sistemas de Informação da ESEGUR. “Antes de implementarmos a solução SAS® Business Intelligence trabalhávamos com 4 operadoras, hoje trabalhamos com duas, uma para rede móvel e outra para rede fixa, e beneficiamos claramente de economias de escala potenciadas por uma oferta de preços e condições que vão sendo actualizados à medida das nossas necessidades”.

Para este responsável, o conhecimento em tempo real e detalhado dos custos de comunicações é outro dos grandes benefícios do SAS® Business Intelligence.

Neste contexto, a ESEGUR vai incluir na solução SAS® Business Intelligence a monitorização de outros serviços de tecnologias de informação para ter também uma visão clara dos gastos escondidos e poder actuar de forma a melhorar o desempenho da empresa ao nível dos custos.



Sobre a ESEGUR:

A ESEGUR é a maior empresa portuguesa de segurança privada, com mais de 2.000 clientes nas áreas da Banca, Serviços, Comércio e Indústria e cerca de 600 clientes no mercado residencial. Com 2.400 colaboradores, a ESEGUR lidera o mercado de transporte e tratamento de valores, sendo responsável pela recolha e fornecimento de valores em mais de 5.600 locais e pela gestão de 4.400 ATMs. Efectua ainda a videovigilância interna, recorrendo a mais de 400 câmaras instaladas.


ESEGUR

Desafio:
Racionalizar e consolidar a infra-estrutura de comunicações para reduzir custos e aumentar a redundância.

Solução:
SAS® Business Intelligence
Benifícios:
O conhecimento fidedigno dos gastos e dos consumos em comunicações permitiu renegociar plafonds e tarifários e reduzir o número de fornecedores. Como consequência desta diminuição, a complexidade da operação e manutenção das centrais telefónicas foi reduzida.

Citação:
“O match da informação é um processo complexo pela dinâmica da actividade da ESEGUR e a solução SAS® Business Intelligence é a única que consegue definir padrões e estabelecer a correspondência entre a informação registada na central telefónica e a das facturas das operadoras”, afirma Renato Vale, Director do Gabinete de Sistemas de Informação da ESEGUR.


Destaques
e-Newsletters
Receba no seu email os últimos desenvolvimentos tecnológicos e de negócio
Livraria online
Um vasto conjunto de livros e publicações SAS